"Me perco neste tempo...

a caminho da solidão"

terça-feira, 21 de março de 2017

Destino...

"Cada um cumpre o destino que lhe cumpre
E deseja o destino que deseja;
Nem cumpre o que deseja,
Nem deseja o que cumpre"
(Ricardo Reis em Odes)

O que é o destino?
Até que ponto podemos alterá-lo? Ou não podemos?
Os acontecimentos já estão traçados?
Se sim, qual o valor do livre arbítrio?
Antes eu falava que nem tudo é por acaso, mas hoje penso que algumas pessoas ou acontecimentos aparecem em nossas vidas por acaso - pelo menos na minha.
Desejava não ter conhecido algumas pessoas... poderíamos ter continuado no anonimato ou somente nos cumprimentando em raros encontros ocasionais.
Com algumas eu tive momentos bons; só que não terminaram bem.
Atualmente, não posso reclamar do que o destino reservou para mim (sentimentalmente falando).
Penso que vamos traçando nosso destino a medida que vamos tomando decisões e conforme vamos vivenciando os momentos

domingo, 30 de outubro de 2016

REVISITAR O PASSADO (?)

"Só sentimos saudades de quem gostamos da presença." (Andrade Moraes)

Revisitar o passado às vezes não é uma boa ideia, mas há casos que algumas pessoas ou momentos podem ser lembrados.
As coisas não caminharam como eu queria. Não acredito que um dia isso possa ser diferente, possa mudar. 
Hoje, ficam as lembranças. E boas até.
Já alguns dias antes do show, lembrei muito de você. Então, no dia e na hora, não teve como não pensar em você.
Sua presença me fazia bem. E pena que fazia e hoje não faz, porque não nos encontramos mais.
Os sentimentos estão aqui guardados e, sinceramente, nem sei se quero trazê-los de volta. Já aconteceu. Pode ser que um dia eles sejam soltos. Vou deixar que o pássaro azul tome conta deles.
Bem, este texto é só para mostrar que "só sentimos saudades de quem gostamos da presença".




domingo, 26 de junho de 2016

APENAS OUTRO ALARME FALSO

"Na noite passada eu sonhei que alguém me amavaNenhuma esperança, nenhum danoSó outro alarme falso
Na noite passada eu senti Braços reais em envolvendoNenhuma esperança, nenhum danoSó outro alarme falso
Então me diga quanto tempo Antes da última pessoa?E me diga quanto tempo Antes da pessoa certa?
A história é velha - eu seiMas ela continuaA história é velha - eu seiMas ela continua..." (Last night I dreamt that somebody loved me - The Smiths)

Aquela sensação de que tudo caminhava para dar certo.Mas aí, a vida lembrou-me que eu sou o personagem principal desta história e tudo não passou de um alarme falso.
Aquela sensação agradável de ser querido por alguém. Presenciar o brilho dos seus olhos, a sua cabeça encostando no meu ombro...

E agora minha vida volta ao cotidiano mais do mesmo de sempre.
Vêm à tona os meus mais melodramáticos sentimentos e então "eu ando só como só eu sei andar sem saber até quando".

E o pássaro azul mais uma vez quis fazer um voo mais longo, só que algo o impediu e aqui está ele de volta, preso aqui dentro.



E a Bela Criatura de Hafiz? Apareceu, agradeceu pelos presentes, mas não quis sair da toca; pelo menos, não para mim.

"Apenas outro alarme falso".
"Há um clube, se você quiser irVocê poderia encontrar alguém que te ame de verdade
Então você vai, e você fica sozinho
E você vai embora sozinho
E você vai pra casa, e você chora" (How soon is now? - The Smiths

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Ausência

"Se fosse só sentir saudade
Mas tem sempre algo mais
Seja como for
É uma dor que dói no peito
Pode rir agora
Que eu estou sozinho"


Era para eu estar animado para o show.
Uma banda que eu curto muito.
Pessoas legais.
Mas não estour no clima. Ainda mais que houve a possibilidade de você ir junto...

E de repente, o silêncio... 

quarta-feira, 11 de maio de 2016

"Coração querendo ser ouvido"

"When there's no-one ele in sight
In there cwoded lonely night
Well I wait so long
For my love vibration
And I'm dancing with myself"

Mais uma vez, sabotando a minha noite de sono por causa desta minha ansiedade por escrever; para despejar os meus sentimentos mais melancólicos.
E tudo está voltando ao normal.
O meu pássaro azul irá ficar preso por muito tempo.
E parecia que algo diferente estava acontecendo. Algo simples e afetivo.
Deixei a emoção falar mais alto.
E você me fazia tão bem. Não achei que fosse escolher terminar desse jeito o que nem começou.
Ninguém é igual a ninguém, mas estamos rodeados de comportamentos semelhantes. Se não, não haveria a necessidade da Psicologia.

 Sinto falta... 

Sentimentos à flor da pele.

Por isso que eu não leio romances.

Por isso que eu vi que tenho que andar mais com a razão.



 

sábado, 30 de abril de 2016

Cama

Deitado na cama.
Sem coragem de levantar. Sem vontade de enfrentar o mundo lá fora.
São 11h 40min. Não lembro a última vez que fiquei tanto tempo assim na cama.
Logo vou ter de sair, pois o pulso ainda pulsa.
Sentimentos a flor da pele transbordando descontroladamente.

Todos deveriam ter uma única chance e voltar ao passado para consertar algumas coisas.

E você me faz tão bem!

"Um minuto de silêncio, por todas as coisas que eu deveria ter falado, e não falei."

segunda-feira, 21 de março de 2016

São 00:48 e eu vou mais uma vez sabotar a minha necessidade de dormir cedo para escrever aqui.
Já que não podia chorar no momento que me deu vontade, venho através desta despejar os meus mais sinceros e problemáticos sentimentos.
Por um certo momento, achei que havia me livrado daquilo que me levou a fazer Terapia.
Estou contando as horas para o horário da sessão e até lá, vou ficar me martirizando convencido de que estraguei tudo. Deixei-me envolver pela emoção e esqueci completamente da razão.
Estava tudo tão belo, mesmo você não dando expectativas (provavelmente há uma possibilidade muito pequena de você ler este blog novamente); mas tive uma recaída.
Volto a dar o tom melancólico que este blog merece.
Não será desta vez (por enquanto) que o pássaro azul de Bukowski  encontrará a Bela Criatura de Hafez.
E agora parece que está tudo diferente.
E volto a ser aquele melancólico-depressivo cheio de medos e erros que as assusta com suas atitudes neuróticas.

Algumas músicas para ouvir na semana:

1) Boys don't cry


2) Just like heaven


Sem palavras para o Robert Smith que consegue traduzir em palavras o que sinto de verdade.

3) Moon River

Ouvir esta música na versão do Morrissey é docemente fantástico

"Rio da Lua, mais largo do que uma milha
Eu atravessarei você com elegância, algum dia
Oh, fabricador de sonhos, você partiu meu coração
Onde quer que você esteja 
estou segundo seu caminho"

4) Sorry


É do Justin Bieber. A galera que me conhece pode achar esquisito, mas...

domingo, 13 de março de 2016

PALÁCIO DAS ROSAS

"Tu és divina e graciosa
Estátua majestosa
No Amor!
Por Deus esculturada
E formada com ardor...
Da alma da mais linda flor
De mais ativo olôr
Que na vida é preferida 
pelo beija-flor" (Rosa - Pixinguinha)


Seu rosto, a ternura do seu olhar e a sua simpatia estampam claramente as presenças da flor e da cor.
E o que cabe a mim, como um humilde e simples Peri diante de sua Ceci, é contemplar o seu brilho sem querer saber dos seus erros ou defeitos.

Algumas conversas, a vontade de lhe encontrar, de te olhar, ouvir sua voz... Um convite e você diz sim.
De repente, tudo ao meu redor se apagou e meu mundo começou a girar em torno de você.
Não quis saber do amanhã ou depois, queria apenas aproveitar o momento que estava por vir.
E depois de muito tempo, deixei que o pássaro azul em meu peito voasse o tão longe e o tempo que ele quisesse. 
E não precisei buscá-lo. Ele veio até mim e entrou. Mas antes ele me disse:
- Há um Palácio de Rosas na sua frente conversando com você! Faça de tudo para conseguir as chaves, abri-lo e cuidar dele!



domingo, 2 de agosto de 2015

DISPAROS DO VENTILADOR (título esquisito!!!)

"Minha mente gira como um ventilador" (Nem cinco minutos guardados - Titãs)

01:40 da madrugada e eu deveria estar dormindo, Meu histórico de perdas de horários e atrasos no serviço, fora o sono, não me dão muitos créditos para eu ficar acordado até esta hora; entretanto, aqui estou eu vomitando palavras neste meu saco de pancadas e esconderijo que é este blog.
Neste mês que passou (julho), completou um ano que comecei a Terapia. Ela (a Terapia) tem me ajudado muito. Derrubei algumas barreiras que tinha em relação a ela e mudei um pouco meu modo de pensar.
Era para ser uma mudança grande, mas ainda há vestígios daquele Huguinho ultra romântico que acreditava que "o mundo era perfeito e que todas as pessoas são felizes".

Há um tempo atrás, reencontrei uma menina fantástica que está se formando em Letras (que demais isso!!!). Acho que tinha tudo para dar certo (digo acho, porque aprendi que não temos certeza de nada nesta vida!!!), no entanto, exitei. Ao mesmo tempo que deixei-me levar pelos privilégios da minha solidão, surgiu algo relacionado ao medo (devido aos meus insucessos amorosos) e/ou faltou algo, acho que da minha parte, que não fez com que eu avançasse mais uma casa.
Não sei... fiquei confuso...
Justo eu que busco encontrar alguém, quando encontro, travo.
E não a procurei mais. Foram apenas três encontros bem agradáveis. 
Não a procurei mais. Ela também não procurou. Não queria ficar com a sensação de ter magoado alguém tão legal.
E a vida segue. 
Vivo me aprendendo e me descobrindo.

domingo, 7 de junho de 2015

Quando tudo está dando muito certo, é porque alguma coisa está errada; e quando está dando tudo muito errado, é porque não vai dar certo.

Esta postagem era para ser apenas a frase acima, mas devido a tudo o que tem acontecido, lá vai.

A primeira parte da frase eu comecei a usar quando estava na faculdade. Em praticamente todos os meus trabalhos, depois de um tempo algo sempre dava errado no começo ou sempre esbarrava em alguma parte que eu demorava para resolver. Uma vez, em um trabalho de Estruturas de Concreto, após eu ter começado-o, cheguei em um determinado momento em que comecei a desconfiar que algo estava errado porque estava dando tudo muito certo e isto raramente acontecia. E eis o que aconteceu quando fui compará-lo com o do outro grupo, descobri que havia usado o carregamento permanente errado e por isso estava dando certo.

E a segunda parte eu comecei a usar em função do que eu presenciava na vida dos outros e na minha também. Eu era mais otimista, entretanto aprendi que o otimismo não dá 100% de garantia de que dará certo... pelo menos ainda não aconteceu nada que contrariasse. O dia em que a estatística mudar, eu começo a pensar o contrário
Comecei a ficar mais cético também para muita coisa relacionada a sentimentos.

Acho que é isso...